Entrada de terroristas na Malásia deixa Exército em alerta

A possível entrada no país de guerrilheiros do grupo terrorista Abu Sayyaf, vindos das Filipinas, após a confirmação da morte de seu líder, Jadafi Janjalani, preocupa o Exército malaio.O tenente Masood Zainal Abidin declarou que é possível que membros do Abu Sayyaf tentem entrar camuflados no estado de Sabah, cerca de 200 quilômetros a oeste da ilha de Sulu, um dos redutos históricos do grupo, ligado à rede terrorista Al Qaeda."Não deve acontecer, mas é uma possibilidade que devemosestudar", declarou o oficial.O Exército filipino anunciou no sábado a morte de Janjalani. Análises feitas nos Estados Unidos confirmaram que o corpo desenterrado em Jolo, cerca de 980 quilômetros ao sul de Manila, pertence ao líder do Abu Sayyaf.Janjalani morreu em 4 de setembro de 2006, num combate com o Exército nas selvas de Patikul, em Jolo.Os EUA ofereciam US$ 5 milhões por qualquer informação quelevasse à morte ou detenção de Jajalani, e as Filipinas, US$ 204 mil.O objetivo do Exército malaio agora é evitar uma sucessão no grupo e conseguir assim a sua total desarticulação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.