Entrada no Mercosul é polêmica

O aumento das relações bilaterais esquenta outra polêmica: se a Venezuela deve ou não entrar no Mercosul. Os venezuelanos já entregaram ao Brasil uma lista de produtos cujas tarifas estão dispostos a reduzir. Quem defende a inclusão do país no bloco diz que isso impulsionaria o comércio e poderia ajudar a conter Hugo Chávez. "Quanto mais isolado um país fica, mais se radicaliza'', diz Ricardo Sennes, professor de Relações Internacionais da PUC. "A China foi incluída na OMC antes de deixar de ser uma ?caixa-preta? em termos de comércio.''Quem é contra, aponta dois impedimentos: a cláusula democrática do Mercosul e o caráter explosivo de Chávez, que poderia implodir o bloco.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.