Entre vítimas de abuso no Iraque havia crianças, diz TV

Uma TV britânica, a ITV, divulgou que uma menina iraquiana de 12 ou 13 anos foi levada para o presídio de Abu Ghraib, deixada nua e espancada, enquanto o irmão ouvia os gritos de uma cela vizinha, num caso assombroso que terá certamente forte impacto, principalmente no mundo árabe e islâmico. Um cinegrafista da TV árabe por satélite Al-Jazira, Suhaib al-Baz, de 24 anos, disse ter visto o abuso quando foi detido pelos americanos na mesma prisão.Ele afirmou ainda que um menino de 15 anos, doente, era obrigado a carregar latas de água em um corredor. Se parasse, era espancado por um soldado. "Ele desmaiou de exaustão. Então, os militares tiraram sua roupa e jogaram água fria nele", disse o cinegrafista.Também segundo ele, um homem encapuzado, nu, foi colocado na frente de um menino. Quando o capuz do homem foi retirado, o menino percebeu que se tratava do pai, e desmaiou. Os soldados americanos "forçaram então o pai a vestir sutiã e calcinha" e riram, contou o cinegrafista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.