'Entregue-se covarde', diz presidente venezuelano

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, disse que a polícia está em busca do líder da oposição Leopoldo Lopez. "Entregue-se covarde", disse o presidente durante manifestação em Caracas. Maduro também disse que um "fascista" está organizando um golpe para tirá-lo do poder. Maduro não chamou Lopez pelo nome, referindo-se a ele apenas pelo apelido depreciativo que sempre utiliza.

Agência Estado

15 de fevereiro de 2014 | 19h22

O presidente venezuelano disse que as forças de segurança, agindo conforme a ordem de prisão expedida dia 12 de fevereiro, estão em busca do líder dos protestos de quarta-feira, que resultaram em enfrentamento com a polícia. Lopez não é visto desde a entrevista que concedeu à imprensa na noite da quarta-feira.

O jornal venezuelano El Universal publicou na quinta-feira uma cópia de tal ordem de prisão de Lopez sob acusações que vão do vandalismo ao terrorismo. Até agora, as autoridades do governo não confirmaram que a prisão de Lopez estava sendo pedida. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
venezuelamaduromanifestações

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.