Enviado apostólico vai à Áustria investigar pedofilia

O papa João Paulo II nomeou o bispo de Feldkirch, Klaus Kung, como enviado apostólico para a diocese de St. Polten, na Áustria. Atualmente, a diocese é investigada por abusos sexuais dentro de seu seminário, informaram fontes do Vaticano. O envio de Kung à diocese austríaca confirma que a Santa Sé investiga o acontecido no início do mês de julho. O enviado apostólico é uma verdadeira autoridade de inquérito.

Agencia Estado,

20 de julho de 2004 | 18h15

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.