Enviado da Líbia na liga Árabe renuncia por revolução

O representante permanente da Líbia na Liga Árabe, Abdel Moneim al-Honi, afirmou hoje que renunciou ao seu posto para "unir-se à revolução" que se desenvolve no seu país. "Apresentei minha renúncia em protesto contra os atos de repressão e violência contra os manifestantes (na Líbia) e estou me juntando aos soldados da revolução", declarou Honi à imprensa no Cairo, onde fica a sede do grupo pan-árabe, depois que a ONG Human Rights Watch estimou que ao menos 173 mortes ocorreram por causa da repressão. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.