Enviado da ONU chega a Mianmar para reuniões com militares e Suu Kyi

Vijay Nambiar também se encontrará com membros da Junta Militar e com representantes das minorias étnicas

Efe,

27 de novembro de 2010 | 05h07

BANGCOC - O chefe do gabinete do secretário-geral da ONU, Vijay Nambiar, chegou neste sábado, 27, a Yangun para se reunir durante o fim de semana com o regime militar birmanês e com a líder do movimento democrático, a Nobel da Paz Aung San Suu Kyi.

 

A visita acontece após a realização das primeiras eleições legislativas em duas décadas, que ocorreram em 7 de novembro, e da libertação de Suu Kyi depois de sete anos e meio de prisão domiciliar.

Nambiar deve se reunir na parte da tarde, em Yangun, com Suu Kyi e membros da executiva do seu dissolvido partido, a Liga Nacional pela Democracia (LND), segundo o veículo dissidente "Mizzima".

 

O alto funcionário da ONU também se reunirá com membros da Junta Militar e com representantes das minorias étnicas.

Mianmar vive um processo de transformação, passando de uma ditadura rumo a uma "democracia disciplinada", como definiu o chefe da Junta Militar, o general Than Shwe, o "homem forte" do país desde 1992.

 

Suu Kyi e sua formação, que rejeitam as eleições e a Constituição promulgada em 2008, propuseram ao regime iniciar um processo de diálogo com o objetivo de restabelecer uma democracia plena e alcançar a reconciliação nacional.

Mianmar é governada por generais desde o golpe militar de 1962.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.