Enviado da ONU chega ao Congo para mediar acordo

O enviado especial da ONU, o ex-presidente nigeriano Olusegun Obasanjo, chegou ontem à República Democrática do Congo para mediar um acordo entre tropas do governo e rebeldes tutsis. A guerra entre os dois lados vem afetando o leste do país e já obrigou mais de 250 mil civis a fugir. Nomeado pelo secretário-geral Ban Ki-moon, Obasanjo se reunirá com o presidente congolês, Joseph Kabila, e deve encontrar o líder dos rebeldes, Laurent Nkunda. ?Falei com meu irmão Nkunda ontem (quinta-feira) por telefone. Faremos de tudo para encontrá-lo pessoalmente?, disse o nigeriano. Além de Kabila e Nkunda, Obasanjo também se reunirá com líderes de países vizinhos, para evitar que o confronto se regionalize - como ocorreu na guerra do Congo (1998 - 2003), na qual mais de 4 milhões morreram. Ainda ontem, antes de chegar a Kinshasa, o nigeriano esteve em Angola, onde se reuniu com o presidente José Eduardo dos Santos. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.