Enviado da ONU diz que taleban é um movimento ´inesgotável´

O representante especial da ONU no Afeganistão, o alemão Tom Koenigs, disse que a coalizãointernacional deve admitir que, no conflito com os talebans, está enfrentando um "verdadeiro movimento rebelde", com reservas "inesgotáveis". Apesar de os talebans terem sofrido muitas perdas, "as reservas dos combatentes são praticamente inesgotáveis", afirma Koenigs em entrevista à revista Der Spiegel que será publicada na Segunda-feira. Na opinião do enviado da ONU, o objetivo da luta deveria ser acabar com a cúpula taleban. Ele sugere a criação de programas de reintegração para evitar novas adesões da população afegã aosInsurgentes. Koenigs acredita, além disso que a comunidade internacional cometeu um grave erro ao "economizar pessoal e dinheiro" em projetos como a criação de uma polícia afegã. Enquanto os talebans pagarem a seus combatentes muito mais que o Estado, argumenta, "não se pode estranhar nada".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.