Enviado da ONU para a Síria pede cessar-fogo em feriado

O enviado da ONU (Organização das Nações Unidas) Lakhdar Brahimi pediu a ajuda do Irã nesta segunda-feira para que seja negociado um cessar-fogo na Síria durante o feriado muçulmano do Eid al-Adha, que acontece em novembro.

AE, Agência Estado

15 de outubro de 2012 | 10h46

Em Teerã, Brahimi afirmou que a guerra civil na Síria está piorando e que é urgente a necessidade de se interromper a matança. Nesta segunda-feira ele encerrou a visita ao Irã, onde reuniu-se com o presidente Mahmoud Ahmadinejad, um dos principais defensores do regime de Bashar Assad. Na semana passada Brahimi viajou para a Arábia Saudita e a Turquia, os dois maiores apoiadores dos rebeldes.

Seu apelo por um cessar-fogo durante os quatro dias do Eid al-Adha, ou Festa do Sacrifício, provavelmente não encontrará entusiasmo na Síria, onde mais de 32 mil pessoas morreram desde o início do conflito, há 19 meses. As informações são da Dow Jones e Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Síriacessar-fogoenviado

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.