Enviado da ONU pede o dobro de esforços contra Shabab

O representante especial das Nações Unidas na Somália, Nicholas Kay, pediu nesta terça-feira que as autoridades redobrem os esforços para enfrentar os combatentes do Shabab, grupo afiliado a Al-Qaeda que atua na Somália. O Shabab também é responsável pelo ataque em um shopping no Quênia, onde mais de 60 pessoas foram mortas.

AE, Agência Estado

24 de setembro de 2013 | 08h17

A abordagem "da ONU e minha abordagem em relação ao Shabab na Somália é que precisamos intensificar nossas campanhas", disse Kay a repórteres em Genebra. "É preciso que isso seja militar, político e prático... Nas três [frentes], precisamos redobrar nossos esforços". Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
QuêniaatentadoONU

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.