Enviado da ONU reúne-se com mediador da junta militar birmanesa

O enviado da Organização das NaçõesUnidas (ONU) Ibrahim Gambari encontrou-se neste domingo comintermediário entre a junta militar birmanesa e a líder daoposição detida Aung San Suu Kyi. A reunião ocorreu durante uma missão de Gambari paraimpulsionar reformas democráticas no país. No entanto, a visitase vê complicada pela decisão do governo de expulsar de Mianmaro principal diplomata da ONU no local. Uma autoridade do Ministério da Informação disse queGambari, que foi à nova capital do país, Naypyidaw, poucodepois de chegar a Yangun no sábado, reuniu-se com o generalaposentado Aung Kyi. Ele não quis dar detalhes do encontro com Kyi, umaimportante personalidade do governo militar que esteve com SuuKyi na semana passada. A junta recebeu Gambari com manifestações organizadas pelogoverno pedindo "respeito" da ONU seguindo-se à sua iniciativade não renovar o visto para do diplomata da entidade CharlesPetrie, que não foi a Nyapyidaw com Gambari. Petrie foi reprimido pela junta na sexta-feira por umadeclaração em que vinculou a difícil situação econômica do paísaos protestos ocorridos em setembro. O governo reprimiu violentamente as manifestações, nasquais, segundo ele, 10 pessoas foram mortas. Mas diplomatasafirmam que o número de vítimas é muito maior.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.