Enviado do Irã na AIEA não acredita em acordo nesta 6ª

O novo enviado do Irã na Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), Reza Najafi, disse que não espera chegar a um acordo com a Organização das Nações Unidas durante as negociações desta sexta-feira.

AE, Agência Estado

27 Setembro 2013 | 08h13

"Esta é a primeira reunião, logo creio que ninguém deve esperar que, em apenas um dia de encontro, possamos resolver nossos problemas", disse Reza Najafi a repórteres enquanto se dirigia para as conversas com a Agência.

"Com um novo governo no poder e uma nova política baseada na interação construtiva, nós teremos uma primeira reunião com a agência", disse ele. "Nós esperamos analisar as questões existentes e também trocar pontos de vista sobre as maneiras em que podemos continuar a cooperar para resolver todas as questões."

A AIEA quer que o Irã conceda acesso a documentos, pessoas e locais relacionados com supostas atividades do Irã em desenvolver armas nucleares. Grande parte das atividades suspeitas referem-se aos anos anteriores a 2003.

O Irã diz que as suspeitas da AIEA são infundadas e alega que a informação, baseada em um grande relatório de 2011, surgiu de dados imprecisos de inteligência fornecidos por seus inimigos.

Dez reuniões anteriores com a AIEA, desde o início de 2012, fracassaram. O último encontro ocorreu em maio, mas a reunião desta sexta-feira é a primeira desde a eleição do novo presidente do Irã, Hasan Rouhani.

A reunião de sexta-feira ocorre após uma série de encontros na Assembleia Geral da ONU nesta semana, incluindo um encontro histórico entre o ministro de Relações Exteriores do Irã, Mohammad Javad Zarif, e o secretário de Estado dos EUA, John Kerry. O encontro entre as duas autoridades foi feito depois de uma reunião entre Teerã e seis potências mundiais, com foco maior nas atuais atividades nucleares do Irã. Fonte: Dow Jones Newswires.

Mais conteúdo sobre:
irãnuclear

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.