Enviado do papa à Noruega classifica de loucura ataques

O enviado do papa Bento XVI à Noruega lamentou os ataques terroristas, classificando-os como "loucura" e disse que a Igreja Católica Romana está rezando pelas vítimas. O arcebispo Paul Tscherrig, entrevistado neste sábado pela Rádio do Vaticano, considerou os ataques irracionais e de difícil compreensão por não se saber se eles foram motivados por razões pessoais ou políticas. O enviado apostólico disse que o ocorrido é "inacreditável".

AE, Agência Estado

23 de julho de 2011 | 11h38

Tscherrig destacou que a Noruega é um país pacífico com uma sociedade muito democrática e livre e descreveu os ataques como um grande golpe para toda a população. Ele afirmou que a Igreja Católica relembrará as vítimas em uma missa neste domingo. Os católicos são minoritários ante a maioria cristã luterana da Noruega. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
ataquesviolênciaNoruegaterrorismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.