Enviado dos EUA busca diálogo entre Israel e palestinos

O enviado especial do governo do presidente Barack Obama para o Oriente Médio, George Mitchell, voltará à região hoje. Ele terá novas reuniões com líderes israelenses e palestinos para tentar romper o impasse nas negociações de paz. Israel retomou ontem as construções nos assentamentos na Cisjordânia e, com isso, os palestinos poderão abandonar as negociações.

AE-AP, Agência Estado

27 de setembro de 2010 | 14h49

O porta-voz do Departamento de Estado do governo dos Estados Unidos, P.J. Crowley, afirmou que Washington tem uma meta de longo prazo de promover negociações para uma "solução de dois Estados", no qual um Estado palestino independente existirá ao lado de um Estado de Israel seguro. Crowley encorajou "ações construtivas" em direção a um acordo.

Israel desafiou ontem as demandas dos EUA e da comunidade internacional e não estendeu uma moratória de dez meses nos assentamentos das colônias judaicas na Cisjordânia, aumentando a perspectiva da Autoridade Nacional Palestina (ANP) abandonar as negociações.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAOriente MédioIsraelpalestinospaz

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.