Enviado dos EUA tenta persuadir Sudão a aceitar tropas da ONU

O novo enviado dos Estados Unidos para oSudão, Andrew Natsios, pôs em prática nestw sábado uma intensa agenda decontatos com as autoridades do país africano em uma tentativa depersuadi-las para que aceitem o posicionamento de tropas da ONU naregião de Darfur. Segundo meios de comunicação oficiais sudaneses, Natsios, quechegou a Cartum na sexta-feira, reuniu-se com o ministro doExterior, Lam Akol, e com outras autoridades para falar dasituação em Darfur, a região do noroeste do Sudão que vive umconflito étnico desde fevereiro de 2003. "As duas partes concordaram em substituir a linguagem da ameaça edo confronto pela do diálogo e do entendimento para alcançar umcompromisso na aplicação da resolução 1706 do Conselho deSegurança", disse em entrevista coletiva Ali al-Sadiq, porta-voz doministério do Exterior sudanês. A resolução 1706, de agosto, pede o posicionamento de tropasinternacionais em Darfur como único meio de frear a violência. Mas oSudão rejeitou até agora tal desdobramento e só admitiu a entrada detropas da União Africana, mas não da ONU. "Temos que encontrar uma terceira via entre a insistência dos EUAde posicionar tropas da ONU e a rejeição do Sudão", disse oporta-voz. O emissário americano disse ao ministro do Exterior que não éportador de nenhum plano ou iniciativa e que sua missão é meramenteinformar-se do que acontece e reunir-se com autoridades do paísneste primeiro contato.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.