Enviado filipino prevê rendição de líder rebelde

Um dos líderes do grupo rebelde Abu Sayyaf que liderou o seqüestro de 21 pessoas em um balneário malaio no ano passado planeja render-se em troca de um "tratamento justo", disse um enviado do governo filipino nesta sexta-feira. De acordo com o enviado, a rendição de Ghalib Andang, conhecido como Comandante Robô, e 17 de seus "subcomandantes" poderia ocorrer dentro de uma ou duas semanas. Não se conhecem, contudo, os efeitos que esta possível rendição poderia causar sobre o seqüestro que ocorre atualmente na ilha de Basilan, chefiado por outro líder do Abu Sayyaf.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.