Enviado papal à Costa do Marfim morre em acidente

O presidente da Costa do Marfim, Alassane Outtara, informou que o enviado papal ao país, Ambrósio Madtha, morreu em um acidente de trânsito, em um comunicado lido pela televisão no sábado (8). A autoridade do país africano ainda afirmou que sente um profundo pesar pelo acidente.

AE, Agência Estado

09 de dezembro de 2012 | 14h33

Madtha assumiu o cargo em 2008 e estava a trabalho na cidade de Odienne, no noroeste da Costa do Marfim, quando seu veículo colidiu com outro. O representante papal tentou, no passado, resolver o impasse político entre o ex-presidente Laurent Gbagbo e o atual Alassane Outtara. A recusa de Gbagbo de deixar o cargo, já que teve menos votos que seu concorrente, provocou cinco meses de violência no país, e deixou pelo menos 3 mil mortos. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.