Enviado russo sugere "medidas drásticas" contra Israel

Um enviado da Rússia, país que ocupa uma cadeira permanente no Conselho de Segurança da ONU, disse hoje que as Nações Unidas deveriam partir para a adoção de "medidas mais drásticas" para forçar Israel a se retirar dos territórios palestinos. Oleg Ozerov, vice-chefe da divisão do Oriente Médio do Ministério das Relações Exteriores russo, no entanto, não especificou que tipo de medidas poderiam ser adotadas.Ozerov fez seus comentários durante um discurso em uma reunião de apoio à paz entre israelenses e palestinos, realizada em Nicósia."Nosso principal objetivo hoje é a implementação das resoluções do Conselho de Segurança da ONU 1.402 e 1.403, que determinam um cessar-fogo e uma imediata retirada das tropas israelenses das cidades palestinas, incluindo Ramallah", afirmou.Caso contrário, o funcionário russo sugeriu a adoção de medidas drásticas para acabar com a confrontação e reiniciar as conversações de paz.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.