Envio de medida ao Legislativo indica abertura ao diálogo

Fernando Lugo, estendeu a bandeira branca ao Congresso. Aceita ontem pelos parlamentares, com a aprovação do pedido de estado de exceção no norte do país e no Chaco. A abertura da possibilidade de diálogo com o Legislativo garante a Lugo condições de governabilidade que não haviam sido observadas desde sua posse, em 2008. Lugo demonstrou inusitada sensatez ao optar pelo envio ao Congresso de um projeto de lei sobre a exceção.

Cenário: Denise Chrispim Marin, O Estado de S.Paulo

23 de abril de 2010 | 00h00

Com base na Constituição, poderia ter se valido da via mais arbitrária, a de impor medida por decreto. A guinada em favor do diálogo fora registrada terça-feira. Em discurso pelo segundo aniversário de sua eleição, Lugo adotou um tom conciliador e destacou que era presidente de "todos os paraguaios" - incluindo "os colorados" e "os oviedistas", em alusão ao partido que dominou o país por seis décadas e à força política dominada pelo general Lino Oviedo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.