Enxurrada deixa mais 21 desaparecidos no sul da China

Uma enxurrada de lama provocada pelas chuvas no sul da China deixou 21 desaparecidos hoje no condado de Hanyuan, na província meridional de Sichuan, informou a agência estatal de notícias Xinhua. Rochas e a lama soterraram 58 casas e cerca de 4.000 habitantes foram retirados das suas moradias. As enchentes já mataram neste ano pelo menos 823 pessoas na China, deixando 437 desaparecidos e provocando milhões de dólares de prejuízos, informou o Escritório de Controle e Prevenção de Inundações e Secas do governo.

AE-AP, Agência Estado

27 de julho de 2010 | 13h03

A China vive um crescente número de registro de mortos por causa da pior temporada de inundações no país em uma década. O governo informou que dezenas de rios transbordaram e que os trabalhadores se esforçam para colocar sacos de areia nas margens dos rios Amarelo, Jialing, Han, Huai e Yangtse para evitar mais inundações. O nível da água no rio Huai, famoso por suas enchentes, estava 1,5 metro acima do nível de alerta nas províncias de Anhui e Henan.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.