Mike Segar/Reuters
Mike Segar/Reuters

Epicentro da pandemia nos EUA, Nova York se aproxima de 10 mil mortos

Governador Andrew Cuomo considerou prematuro falar em reabrir o comércio e retomar as aulas

Gregory Prudenciano, O Estado de S.Paulo

12 de abril de 2020 | 14h02

SÃO PAULO -  O estado de Nova York somou 758 mortes em 24 horas em decorrência da Covid-19. Agora, Nova York tem 9.385 óbitos atribuídos à doença pelo novo coronavírus, e deve superar a marca dos 10 mil mortos nas próximas horas. As informações foram divulgadas pelo governador do estado, Andrew Cuomo, em coletiva de imprensa transmitida nas redes sociais.

Em todo o estado de Nova York, os contaminados já são mais de 180 mil. Nova York é o epicentro da contaminação nos Estados Unidos, que já passou do meio milhão de contaminados e tornou-se o país com mais vítimas da Covid-19, com mais de 20 mil mortos de acordo com a Universidade Johns Hopkins.

Na coletiva, o governador Cuomo disse que ainda é prematuro falar em reabrir o comércio e retomar as aulas, mesmo com projeções que tratam o mês de junho como possível período para a flexibilização das medidas de restrição. “Ainda há um longo caminho até junho, não dá para prever nada”, disse Cuomo.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.