Epifani é novo líder do Partido Democrático na Itália

O Partido Democrático (PD) da Itália elegeu neste sábado, 11, o líder sindical Guglielmo Epifani como líder temporário, em substituição a Pier Luigi Bersani, que renunciou após o resultado inconclusivo das eleições de fevereiro. Epifani era o único candidato e obteve 85,8% dos votos. Dos 600 delegados do partido, 59 votaram em branco, como mostra de descontentamento.

ÁLVARO CAMPOS, Agência Estado

11 de maio de 2013 | 15h17

No encontro, Bersani disse que o PD precisa "reconquistar entusiasmo" e se fortalecer para o congresso geral que será realizado em outubro. O deputado Enrico Letta, que é membro do partido, foi escolhido pelo presidente da Itália para liderar um governo de união, que conta também com o apoio do Partido do Povo da Liberdade, do ex-premiê Silvio Berlusconi. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.