Epilepsia matou famoso urso polar Knut

Causa da morte do famoso urso polar órfão, que levou milhares de visitantes ao Zoo de Berlim, foi identificada por um neurologista

Reuters,

26 Março 2011 | 17h26

 

Knut, o famoso urso polar órfão, que levou milhares de visitantes ao Zoo de Berlim, morreu depois de um ataque epiléptico, de acordo com um neurologista citado pela revista Focus.

Uma tomografia computadorizada revelou anomalias no cérebro do urso, que pode ter herdado a epilepsia do seu pai, Lars, que também é epiléptico.

Knut, de quatro anos, que se tornou famoso no mundo todo, à medida que ele crescia e se transformava do ursinho fofo para um predador de 200 quilos, morreu na frente de visitantes do zôo, apavorados, no fim de semana passado.

Neurologistas disseram que o ataque foi desencadeado por um distúrbio no cérebro, ainda não identificado. A revista disse ainda que o cérebro de Knut está sendo estudado no Leibniz Institute for Zôo and Wild Animal Research-(IZW).

Knut ficou famoso quando foi rejeitado pela mãe e foi criado pelo seu guardador, Thomas Doerflein.

Os visitantes iam assistir o guardador e o ursinho brincando juntos. O correio alemão lançou um selo em homenagem a Knut e o urso apareceu na capa de diversas publicações, incluindo a edição alemã da revista Vanity Fair.

(Reportagem Josie Coxdo)



Mais conteúdo sobre:
ursopolarorfãKnitepilepsia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.