Equador: apuração mostra Correa com 49,17% dos votos

Os primeiros resultados oficiais das eleições gerais de ontem no Equador mostram o atual presidente Rafael Correa com 49,17% dos votos. Foram apurados 6,16% do total dos votos válidos, disse a agência eleitoral do governo. Correa já reivindicou a vitória nas eleições que lhe darão mais quatro anos no cargo.

AE-DOW JONES, Agencia Estado

27 de abril de 2009 | 00h57

Pesquisas de boca de urna indicaram que Correa ganharia a eleição já no primeiro turno.

Segundo a agência, o ex-presidente Lucio Gutiérrez aparece em segundo lugar, com 30,50% dos votos, enquanto que o magnata das bananas Alvaro Noboa está na terceira colocação, com 11,64%. Outros candidatos receberam uma pequena porcentagem dos votos.

Para ganhar no primeiro turno, Correa precisa ter pelo menos 40% nos votos validos e uma margem de mais de 10 pontos porcentuais sobre o rival mais próximo.

Economista com tendência esquerdista, Correa tomou posse como presidente do Equador no início de 2007. A aprovação de uma nova Constituição no Equador levou à convocação das eleições. Nos termos da nova Carta, Correa poderá concorrer novamente em 2013 para mais quatro anos de mandato.

Tudo o que sabemos sobre:
Equadoreleiçãoapuração

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.