Equador deve declarar 3 dias de luto

O governo do Equador planeja declarar três dias de luto para marcar a morte do presidente da Venezuela, Hugo Chávez, afirmou o presidente Rafael Correa na terça-feira. "Nós perdemos um revolucionário, mas milhões de nós permanecem", disse Correa, um aliado próximo de Chávez.

AE, Agência Estado

06 de março de 2013 | 01h02

Ele acrescentou que a morte de Chávez é uma perda para toda a América Latina. Chávez morreu na terça-feira de complicações relacionadas ao câncer.

Na Nicarágua, nação amplamente beneficiada pelo petróleo da Venezuela, Rosario Murillo, esposa e porta-voz do presidente Daniel Ortega, disse que Chávez é "um dos mortos que nunca morrem".

Em um programa de televisão, Murillo disse: "Somos todos Chávez". As informações são da Dow Jones e da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
VenezuelaChávezEquador

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.