Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Equador: governo decreta estado de emergência

O governo do Equador decretou no final da noite passada estado de emergência nacional em virtude do protesto indígena que se estende por quase uma semana. O presidente Gustavo Noboa recorreu a este recurso constitucional por considerar que atualmente existe uma ?situação de comoção interna?, segundo o porta-voz governamental, Alfredo Negrete. O estado emergência foi decretado menos de três horas depois de fracassar um encontro entre o governo e os dirigentes das organizações indígenas, que desde o final da semana passado tentam incitar um protesto nacional contra as recentes altas de preços.Desde a última segunda-feira, cerca de 4 mil indígenas, entre homens, mulheres e crianças, se encontram entrincheirados na Universidade Politécnica Salesiana, de Quito. Na segunda e terça-feira foram registrados violentos confrontos entre policiais e indígenas que saíram em marcha partindo da universidade. Enquanto isso, centenas de manifestantes mantêm bloqueados com pedras e troncos de árvores vários trechos da Rodovia Panamericana, nas províncias do norte e centro do país. O bloqueio tem causado um crescente desabastecimento de produtos que, vindos do campo, não chegam às cidades. A Confederação de Nacionalidades Indígenas (Conaie) - uma das centralizadoras do protesto - diverge do pacote econômico lançado pelo governo há uma semana que autorizou severos aumentos no preço dos combustíveis e dos transportes públicos.

Agencia Estado,

03 de fevereiro de 2001 | 00h54

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.