Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Equilíbrio na disputa democrata marca maratona da Superterça

Obama e Hillary lutavam por delegados; entre os republicanos, Huckabee e Romney surpreendem o favorito McCain

Patrícia Campos Mello, NOVA YORK, O Estadao de S.Paulo

06 de fevereiro de 2008 | 00h00

A votação de ontem da Superterça - que concentrou o maior número de prévias num mesmo dia até agora na corrida pela nomeação presidencial dos partidos Republicano e Democrata nos EUA - mostrou os senadores democratas Barack Obama e Hillary Clinton em uma disputa acirrada para conseguir a maioria dos 2.064 delegados em jogo em 22 Estados. Do lado republicano, o senador John McCain começou o dia esperando arrebanhar a maioria dos 1.081 delegados em disputa em 21 Estados. Mas o desempenho de seus oponentes, o ex-governador de Massachusetts Mitt Romney e o ex-governador do Arkansas Mike Huckabee, atrapalhou seus planos. Confira no site: mapa da votação e resultados consolidados da SuperterçaAté o início da madrugada, confirmando seu favoritismo, McCain havia vencido em Nova York, Delaware, Oklahoma e liderava em quatro Estados - Arizona, New Jersey, Illinois e Connecticut. Mas a grande surpresa entre os republicanos foi Huckabee, com vitória confirmada em Virgínia Ocidental e provável em Alabama, Tennessee, Missouri, Geórgia e no seu Estado, Arkansas. Ensaiando uma reação, Romney levou Dakota do Norte e Montana e liderava em Massachusetts, Colorado,Utah e Minnesota. Entre os democratas, Hillary confirmou a vitória em Nova York e Oklahoma, saiu na frente na Califórnia e liderava no Arizona, Utah, Arkansas, Tennessee, Missouri, Massachusetts e New Jersey. Obama venceu em Delaware e Dakota do Norte, liderando Illinois, Colorado, Idaho, Kansas, Minnesota, Connecticut, Geórgia e Alabama .O maior prêmio da Superterça era a Califórnia, cujas urnas fecharam às 2h de hoje. As primárias do Estado definiriam 441 delegados para a convenção democrata em agosto, quando será nomeado candidato aquele que tiver obtido 2.025 do total de 4.049 delegados em disputa. Entre os republicanos, a Califórnia envia 173 delegados para a convenção de setembro, quando será aclamado vencedor aquele que tiver conquistado 1.191 do total de 2.380 delegados em jogo. Se Romney ganhasse na Califórnia - ele perdia para McCain no início da apuração - poderia frustrar a expectativa do senador de consolidar sua nomeação do partido na Superterça. "Neste caso, os conservadores terão de fazer uma opção: ou continuam insistindo nele por mais uns dois meses ou se unem em torno de McCain, que considero o nome mais forte para enfrentar qualquer um dos dois democratas", disse ao Estado John Zogby, presidente da Zogby International.VOTO PROPORCIONALNo lado democrata, é possível que a indicação não se defina nem em 4 de março, quando se realizam as primárias do Texas e de Ohio. A vitória de Obama ontem em vários Estados não significa que ela terá um número suficiente de delegados para assegurar sua nomeação. Os democratas distribuem a maior parte de seus delegados de forma proporcional à porcentagem de votos. Assim, as vitórias estaduais serão apenas simbólicas. Só hoje, feita a matemática da complexa divisão dos delegados com os resultados finais - principalmente da Califórnia - será possível saber quem saiu vencedor da Superterça. As regras dos republicanos são diferentes. Como em 8 das 21 disputas de ontem o vencedor levará todos os delegados, será fácil para um concorrente acumular uma grande vantagem em número de delegados. Somando a vitória em alguns grandes Estados, McCain poderia, em tese, confirmar ontem mesmo sua nomeação. Dois Estados deveriam determinar se a corrida republicana continuará: Califórnia e Massachusetts. Romney, que venceu neste último, jogava suas esperanças na Califórnia. Se vencesse, dificilmente deixaria a disputa - não importando os resultados nos outros Estados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.