Equipe de Annan vai à Síria negociar envio de monitores

Representante da ONU e da Liga Árabe se reuniu com autoridades sírias no final de semana

Reuters

16 de março de 2012 | 11h24

GENEBRA - O enviado especial conjunto da Organização das Nações Unidas (ONU) e da Liga Árabe para a Síria, Kofi Annan, enviará no início da próxima semana uma equipe a Damasco para discutir a proposta para implantar monitores internacionais naquele país, disse seu porta-voz nesta sexta-feira, 16.

 

Veja também:
especialMAPA: 
A revolta que abalou o Oriente Médio
mais imagens OLHAR SOBRE O MUNDO: Imagens da revolução
tabela ESPECIAL: Um ano de Primavera Árabe 

"Posso confirmar que uma das sugestões nas propostas é um mecanismo para monitores", disse à Reuters Ahmad Fawzi em Genebra, comentando um comunicado da chancelaria síria divulgado pela agência oficial de notícias Sana.

"Ele está enviando uma equipe -uma missão técnica- a Damasco no início da próxima semana para discutir detalhes desse mecanismo e como implementar outros elementos das propostas", afirmou.

Annan deve falar nesta sexta-feira ao Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU).

 

A revolta contra o regime de Assad na Síria começou há exatamente um ano, em março de 2011. Segundo a ONU, os conflitos já deixaram mais de 7,5 mil civis mortos. O governo de Damasco culpa "grupos armados terroristas" pelo caos instaurado no país.

Tudo o que sabemos sobre:
primavera árabeONUSíriaAssad

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.