Equipe de busca de armas deixará o Iraque, diz jornal

Os especialistas americanos que procuram por armas de destruição no Iraque estariam reduzindo suas operações depois de terem fracassado na busca por provas do alegado programa ilegal de Saddam Hussein, segundo o jornal The Washington Post.A equipe de especialistas que lidera a procura pelas armas de destruição em massa deve deixar o Iraque em junho, segundo o jornal. Integrantes da equipe disseram ao Post que não esperavam mais encontrar estoques de armas químicas.Eles disseram também que informações sobre possíveis locais de armazenamento dessas armas tinham se revelado equivocadas, ou que os locais tinham sido queimados ou saqueados. Segundo o jornal, mesmo os céticos não afastam a possibilidade de serem encontradas evidências de armas banidas.A procura por armas de destruição em massa deve continuar, mas será feita de outra forma. O jornal diz que a busca passará a usar informações fornecidas por cientistas iraquianos, ou ex-integrantes do governo do país.Em público, o governo americano tem evitado falar sobre qualquer informação fornecida por cientistas e ex-integrantes do governo iraquiano. Em particular, funcionários americanos têm feito relatos conflitantes, com alguns indicando a possibilidade de descobertas importantes, diz o jornal.As informações são do site da BBC em português. Para ler o noticiário da BBC, que é parceira do estadao.com.br, clique aqui.Veja o especial :

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.