Equipes buscam mulher que pediu socorro por celular no Haiti

Mulher disse estar presa no porão de prédio de universidade, destruído no terremoto.

BBC Brasil, BBC

27 de janeiro de 2010 | 09h57

Equipes de resgate atuando no Haiti estão removendo escombros no local onde ficava uma universidade em Porto Príncipe depois da notícia de que uma mulher ainda estaria soterrada viva no local, duas semanas após o terremoto que atingiu o país.

A mulher foi descoberta quando um amigo telefonou para seu celular, no último sábado. Ele estava tentando descobrir quem de seus amigos e familiares haviam sobrevivido à tragédia.

Ela disse que estava no porão do antigo prédio de quatro andares, que estava ferida e que conseguia ver outras pessoas no local.

Ela não relatou, no entanto, se tinha água à disposição.

Uma equipe da Cruz Vermelha internacional foi até o local com cães farejadores, mas não conseguiu encontrar ninguém.

A entidade espera que a remoção dos escombros, com o uso de uma escavadeira, ajude nas buscas pela possível sobrevivente e outras pessoas.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.