Arquivo/China Daily/Reuters
Arquivo/China Daily/Reuters

Equipes de resgate acham 59 corpos após deslizamento no Tibet, diz Xinhua

Dezenas de trabalhadores ainda podem estar enterrados sob escombros, segundo mídia estatal chinesa

Reuters

02 de abril de 2013 | 14h30

PEQUIM - Equipes de resgate encontraram 59 corpos no local de um enorme deslizamento no Tibet e mais duas dezenas de trabalhadores ainda podem estar enterrados sob os escombros, informou a mídia estatal chinesa nesta terça-feira, 2.

Toneladas de pedras, lama e escombros engoliram um acampamento de mineiros na sexta-feira no Condado de Maizhokunggar, onde a China Gold International Resources Corp Ltd opera sua mina Jiama.

Equipes de emergência e outros mineiros passaram o fim de semana cavando no local do deslizamento de terra que tinha até 50 metros de profundidade em algumas partes.

As equipes de resgate tiveram que suspender a busca por sobreviventes na segunda-feira depois que grandes rachaduras foram encontradas em colinas acima do local, aumentando temores de mais deslizamentos, segundo a Xinhua.

A China Gold International Resources Corp Ltd, que é listada em Toronto e Hong Kong, tem duas minas em operação e na semana passada previu para 2013 uma produção de 12.020 toneladas de cobre em Jiama.

Tudo o que sabemos sobre:
ChinaTibetdeslizamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.