Equipes de TV australianas salvam criança haitiana

Jornalistas de redes rivais aguardavam entrevista quando ouviram choro em meio aos escombros.

BBC Brasil, BBC

18 de janeiro de 2010 | 09h45

Duas equipes de televisão australianas resgataram uma criança de 18 meses dos escombros de edifícios que desabaram devido ao terremoto que atingiu o Haiti na última terça-feira.

As imagens do salvamento foram capturadas pela rede de televisão Seven e as imagens, que correram o mundo, mostram o correspondente da Seven, Mike Amor, segurando a criança e dando água a ela.

De acordo com o jornal The Australian, as equipes do canal Nine e do canal Seven tinham ido para uma área nos arredores da capital, Porto Príncipe, onde muitas casas foram destruídas, para esperar uma entrevista com um funcionário australiano da organização de caridade Save de Children.

Enquanto os jornalistas esperavam, moradores que estavam no local avisaram que estavam ouvindo um choro de criança vindo dos escombros.

"Andamos por cerca de três metros na encosta de casas completamente destruídas", disse ao jornal o repórter da rede Nine Robert Penfold.

"Tivemos que andar sobre destroços, painéis de lata, pular de volta para uma camada de concreto, onde quatro homens estavam, apontando, e então ouvimos o choro, vindo de algum lugar embaixo", acrescentou.

O câmera da equipe do canal Nine, Richard Moran, colocou a câmera com um microfone na cavidade para tentar ver de onde vinha o choro e depois ajudou a retirar pedaços de concreto do local.

'Emoção'

O produtor e intérprete do canal Nine no Haiti, Deiby Celestino, entrou no meio dos escombros, chamou pela criança em uma das línguas locais, o crioulo, e então, aos poucos, emergiu do fundo dos escombros o rosto de um bebê de 18 meses.

"Do meio das ruínas veio esta garotinha e nunca vou me esquecer. Ela não chorou. Ela parecia espantada, quase como se estivesse vendo o mundo pela primeira vez", acrescentou Penfold.

O repórter do canal Seven, Mike Amor, disse ao jornal australiano que "aquele momento estava além da notícia".

"Nunca vi algo tão extraordinário desde o nascimento do meu próprio filho. A emoção para todos nós foi incrível", afirmou.

"Todos nós estávamos concentrados naquela garotinha e, como qualquer um de nós pode contar, foi Deiby (Celestino) que foi para aquele buraco, e cavou, até conseguir tirar a menina. Ele é o herói", disse Amor ao The Australian.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.