Equipes finalizam buscas por sobreviventes no Irã

As equipes de ajuda que trabalham nas ruínas deixadas pelo devastador terremoto ocorrido no Irã anunciaram o fim das buscas por sobreviventes. A cifra de mortos pelo tremor na antiga cidade de Bam se elevou a 28.000, segundo informações de Ted Peran, coordenador de operações de socorro das Nações Unidas. De acordo com o Ministério da Saúde Pública do Irã, pelo menos 12.000 pessoas ficaram feridas.O presidente iraniano, Mohammad Khatami, agradeceu hoje aos Estados Unidos e outros países por sua ajuda, mas descartou a possibilidade de que a contribuição feita por Washington - uma das maiores - possa ajudar a melhorar as tensas relações entre ambos os países."Os assuntos humanitários não devem se misturar com problemas políticos profundos e crônicos", disse Khatami. "Se notarmos mudanças no tom e na conduta do governo dos Estados Unidos (para com o Irã), então uma nova situação se desenvolverá em nossas relações".Khatami falou à imprensa depois de ter presidido uma reunião de emergência de seu gabinete, durante a qual se discutiu a reconstrução de Bam. O presidente disse, segundo um canal de televisão iraniano, que "Bam deve ser colocada novamente no mapa do Irã. Temos esperanças de que a cidade seja reconstruída em um ou dois anos."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.