Equipes resgatam 23 corpos após queda de avião etíope

Pelo menos 23 corpos foram recuperados pelas equipes de resgates após a queda de um avião da Ethiopian Airlines, com 90 pessoas a bordo, no Mar Mediterrâneo pouco depois de decolar do aeroporto de Beirute. A causa do acidente ainda é desconhecida. O Líbano enfrenta tempo ruim desde a noite de ontem, com trovões, raios e forte chuvas. O primeiro-ministro libanês Saad Hariri decretou um dia de luto e fechou escolas e escritórios do governo.

AE/AP, Agencia Estado

25 de janeiro de 2010 | 10h43

O presidente libanês Michel Suleiman disse que não há suspeita da terrorismo na queda da aeronave que fazia o voo 409, cujo destino era a capital da Etiópia, Addis Ababa. "Sabotagem está fora de questão por enquanto", disse ele.

O Boeing 737-800 levantou voo por volta das 2h30 (horário local, 22h30 de domingo em Brasília) e caiu a 3,5 quilômetros da costa, disse Ghazi Aridi, ministro de Serviços Públicos e Transportes. O Exército libanês disse em comunicado que o avião tinha "pegado fogo pouco antes de decolar". "Sem dúvida, o tempo estava muito ruim", disse Aridi aos repórteres no aeroporto.

Peças do avião e escombros começaram a aparecer na costa horas depois do acidente, incluindo assentos de passageiros, um extintor de incêndio e frascos de medicamentos. Helicópteros e navios foram enviados rapidamente para ajudar no resgate enquanto ondas enormes quebravam na costa, também atingida por fortes chuvas.

O avião levava 90 pessoas, dentre elas 83 passageiros e 7 tripulantes. O ministro dos Transportes, disse que dentre os passageiros havia 54 libaneses, 22 etíopes, um iraquiano, um sírio, um canadense de origem libanesa, um russo de origem libanesa, uma mulher francesa e dois britânicos de origem libanesa. A Ethiopian Airlines divulgou que havia 82 passageiros e oito tripulantes. A diferença dos dados ainda não foi explicada.

Tudo o que sabemos sobre:
aviãoquedaLíbano

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.