Dolores Ochoa/AP
Dolores Ochoa/AP

Equipes resgatam homem que ficou 3 dias sob escombros após terremoto no Equador

Grupos de salvamento colombianos e equatorianos conseguiram encontrar o sobrevivente graças à colaboração de um parente e de uma ligação telefônica

O Estado de S. Paulo

19 Abril 2016 | 08h52

QUITO - Equipes de salvamento da Colômbia e do Equador conseguiram resgatar com vida na segunda-feira um homem que se encontrava preso sob os escombros de um hotel na cidade de Portoviejo, uma das mais atingidas pelo terremoto que abalou o litoral norte do Equador no sábado.

Pablo Rafael Córdoba Cañizares, administrador do hotel, estava soterrado entre pedras, tijolos e cimento desde a noite de sábado. Antes que ele fosse resgatado, outras sete pessoas foram encontradas sem vida pelos especialistas em salvamentos.

Com a colaboração de um parente e graças a uma ligação telefônica, Cañizares conseguiu ser localizado, segundo explicou o capitão Carlos Cevallos, da Unidade de Resgate da Comissão de Trânsito do Equador, em declarações veiculadas pela Secretaria Nacional de Comunicação.

"Antes tínhamos recuperado sete corpos, mas nunca perdemos as esperanças de encontrar alguém com vida", comentou Cevallos, que afirmou que assim que foi comprovada a presença do ferido entre os escombros, foi estabelecido um plano de ação para conseguir acessar o local no qual a vítima se encontrava.

O terremoto, que ocorreu na noite de sábado, com epicentro registrado na cidade de Pedernales, teve magnitude 7,8 na escala Richter e deixou pelo menos 413 mortos e mais de 2 mil feridos, segundo o governo. /EFE

Mais conteúdo sobre:
Equador terremoto resgate

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.