Ernesto perde força e vira tempestade tropical

O furação Ernesto perdeu força e se transformou numa tempestade tropical ao chegar à península de Yucatán, México, na manhã desta quarta-feira, mas meteorologistas dizem que ele pode voltar a ganhar força.

AE, Agência Estado

08 de agosto de 2012 | 11h40

A tempestade, que tocou o solo como um furação de categoria 1, provocou fortes chuvas na região que elevaram os temores sobre enchentes repentinas e deslizamentos de terra.

Segundo dados do Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC, pela sigla em inglês) divulgados às 9h34 (horário de Brasília), Ernesto tinha ventos máximos sustentados de 95 quilômetros por hora.

"A previsão é que Ernesto se mova pela parte sul da baía de Campeche nesta noite e se aproxime da costa do México", disse o NYC. "Há previsão que de a tempestade ganhe força depois que seu centro passar pela baía de Campeche. Ernesto pode ganhar força novamente antes de tocar o solo, na quinta-feira."

Ernesto, o segundo furação da temporada no Atlântico - tocou o solo na noite de terça-feira, perto da cidade de Mahahual, no Estado mexicano de Quintana Roo, informou o NHC, citando dados de radar de Belize.

A península de Yucatán abriga alguns dos principais destinos turísticos do país, como Cancún e a ilha de Cozumel, mas autoridades do Estado de Quintana Roo informaram que havia poucos turistas na área quando a tempestade chegou.

A tempestade, que chegou aos países caribenhos na semana passada, deve provocar 200 milímetros de chuvas em áreas de Belize, Guatemala e México, e até 300 milímetros em áreas isoladas. Honduras também foi afetada.

"Estas chuvas podem produzir perigosas enchentes repentinas e deslizamentos de terra", afirmou o NHC. Ernesto é a quinta tempestade no Atlântico a receber um nome, desde o início da temporada de furacões, em 1º de junho. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
MéxicofuracãoErnesto

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.