Erro humano pode ter causado acidente aéreo na Índia, diz ministro

Segundo autoridades, condições climáticas estavam normais na hora do acidente com o Boeing

AP

24 Maio 2010 | 16h03

MAGALORE - Um erro humano pode ter causado o acidente de um Boeing 737-800 da Air India, que matou 158 pessoas no final de semana, disse o ministro indiano da Aviação Civil nesta segunda-feira, 24.

 

Condições meteorológicas e outros fatores no momento em que o avião alcançou o seu destino "pareciam absolutamente normais para uma descida normal e uma aterrissagem segura", disse o ministro da Aviação Civil, Praful Patel, à rede de noticias CNN-IBN.

 

"Não se pode descartar a possibilidade de erro humano", disse Patel.

 

Apenas um inquérito pode estabelecer o que exatamente de errado enquanto a aeronave ultrapassava a pista de pouso, caindo de um morro sobre um penhasco e em um barranco na madrugada de sábado nos arredores da cidade indiana Mangalore, disse o ministro.

 

Dos 166 passageiros e tripulantes, apenas oito pessoas sobreviveram à queda.

 

Patel disse que não havia chuva na área e que a visibilidade estava boa na hora da aterrissagem.

Investigadores e oficiais da aviação procuram entre os destroços indícios da causa do pior acidente aéreo na Índia em mais de uma década. Eles já recuperaram a caixa-preta do avião, na qual esperam encontrar importantes pistas para esclarecer o desastre.

Mais conteúdo sobre:
Índia acidente aéreo erro humano

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.