Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
AFP PHOTO
AFP PHOTO

Descuido no procedimento de segurança expõe dados de investigações da Europol sobre terrorismo

Informações de diversos processos internacionais sobre grupos terroristas agrupadas pela agência de polícia da Europa foram deixadas abertas na internet sem senha por uma ex-agente

O Estado de S.Paulo

30 de novembro de 2016 | 12h22

AMSTERDÃ - A Europol informou nesta quarta-feira, 30, que informações de diversas investigações internacionais sobre grupos terroristas compiladas pela agência de polícia da Europa foram deixadas acidentalmente abertas na internet sem qualquer senha por uma ex-agente, e que não há indicação de que alguma operação tenha sido comprometida.

A Europol, que ajuda a coordenar ações e coopera com organizações policiais de países da União Europeia, informou que os dados tinham 10 anos e que a agente era uma policial experiente e havia levado o dossiê para trabalhar em casa.

Depois que a policial deixou a instituição, a agência mudou seus sistemas para prevenir que funcionários consigam colocar informações em dispositivos de memória externos, disse o porta-voz da Europol, Jan Op Gen Oorth.

A Europol não acredita que ela tenha feito de propósito. "Era contra as regras à época, mas era possível fazê-lo. Agora é impossível", disse Oorth.

A instituição foi informada sobre a questão pela emissora de televisão holandesa Zembla há dois meses e não acredita que o dossiê tenha sido visto pelos alvos, embora a hipótese não seja descartada, explicou Oorth.

De acordo com a Zembla, a ex-funcionária colocou os dados em um disco rígido conectado à internet, sem perceber que eles estavam acessíveis para qualquer pessoa.

A emissora não publicou o dossiê, que disse conter informações sobre 54 investigações policiais diferentes, incluindo nomes e números de telefone de suspeitos. / REUTERS

Tudo o que sabemos sobre:
TerrorismoEuropa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.