Erupção de vulcão deixa 40 feridos no Japão

A erupção de um vulcão na região central do Japão pegou alpinistas de surpresa e deixou sete desaparecidos. Pelo menos, 40 pessoas feridas no incidente.

AE, Estadão Conteúdo

27 de setembro de 2014 | 10h49

Os feridos estavam em abrigos de montanha, porque não foram capazes de descer os 3.067 metros do Monte Ontake por conta própria, disse Sohei Hanamura, um oficial de gestão de crise de Nagano. Trinta e duas pessoas tiveram lesões graves.

A polícia, os bombeiros e equipes de resgate militares estavam tentando se aproximar da área a pé, depois de decidir que as cinzas no ar aumentaram o risco no uso de helicópteros.

Hanamura disse que sete pessoas foram dadas como desaparecidas na montanha.

Com um som comparado a um trovão, o Monte Ontake entrou em erupção pouco antes do meio-dia (do horário local), expelindo grandes blocos brancos de cinzas para o céu.

O incidente levou à fuga da região montanhosa, no entanto mais de 250 pessoas ficaram presas por horas. Mais cedo, grande parte conseguiu descer do local.

A Agência Meteorológica do Japão elevou o nível de alerta para o Monte Ontake para 3, em uma escala de 1 a 5. A Agência alertou as pessoas para ficarem longe da montanha, ao alegar que as cinzas e outros detritos podem cair em até 4 quilômetros de distância. Fonte: Associated Press.

O Monte Ontake, que fica cerca de 210 quilômetros oeste de Tóquio, fica na fronteira de Nagano e Gifu, na principal ilha japonesa de Honsu. A última grande erupção do vulcão foi em 1979. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
japãovulcão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.