EFE/EPA/SUTANTA ADITYA
EFE/EPA/SUTANTA ADITYA

Erupção de vulcão na Indonésia lança nuvem de cinzas gigantesca

Não há relatos de feridos na região, mas moradores e turistas foram alertados sobre possível fluxo de lava

Redação, O Estado de S.Paulo

10 de agosto de 2020 | 10h12

JACARTA - Um vulcão indonésio lançou nesta segunda-feira, 10, uma nuvem de cinzas de cerca de cinco quilômetros em sua segunda erupção em apenas três dias na Indonésia. A erupção, que emitiu um forte barulho e escureceu o céu, ocorreu no Monte Sinabung, na Ilha de Sumatra. 

O vulcão estava inativo há mais de um ano e as autoridades emitiram avisos a moradores e turistas sobre possíveis fluxos de lava. Imagens feitas por moradores circulam nas redes sociais e mostram uma nuvem gigantesca no pico da montanha de 2.460 metros. "O som era como o de um trovão, durou menos de 30 segundos", disse Fachrur Rozi Pasi, que vive no local.

As pessoas foram aconselhadas a ficar a pelo menos três quilômetros do vulcão e usar máscaras para minimizar os efeitos das cinzas vulcânicas, informou a agência de vulcanologia em uma declaração. Nenhuma vítima foi relatada e uma porta-voz da autoridade de aviação civil disse que os voos ainda estavam operando na região. 

"A situação ao redor do Monte Sinabung está muito sombria agora", disse Gilbert Sembiring, que estava visitando um amigo quando o vulcão entrou em erupção. "Foi maior do que a erupção de alguns dias atrás". O vulcão do Monte Sinabung, localizado em uma das áreas mais ativas do mundo, esteve inativo por séculos antes de entrar em erupção 2010. / Reuters 

 

Tudo o que sabemos sobre:
Indonésia [Ásia]vulcão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.