Erupção de vulcão na Islândia cancela voos pela Europa

Uma poderosa erupção vulcânica na Islândia lançou no ar grande quantidade de cinzas que está causando hoje problemas no espaço aéreo do norte da Europa. A nuvem provocada pelo fenômeno levou ao fechamento de todos os aeroportos de Londres e ao cancelamento de todos os voos na Noruega e no norte da Suécia, por causa da possibilidade de as cinzas causarem danos aos motores das aeronaves. Operações na Dinamarca e na Finlândia também foram afetadas, assim como os voos transatlânticos entre a Europa e a América do Norte.

AE, Agência Estado

15 de abril de 2010 | 08h59

Centenas de milhares de pessoas devem ter seus planos atrapalhados pelas nuvens de cinzas. Apenas na Irlanda, cerca de 60 mil podem ser afetadas, previu a Autoridade Aeroportuária de Dublin. A erupção que está atrapalhando os voos no norte da Europa pode durar "um longo tempo", afirmou o geofísico islandês Magnus Tumi Gudmundsson.

Segundo o professor de geofísica e conselheiro da Defesa Civil, o tempo estimado para essas erupções é bem variado. "Qualquer coisa entre alguns dias até mais de um ano", previu. "Julgando pela intensidade dessa (erupção), ela pode durar um longo tempo."

A segunda erupção vulcânica da Islândia em menos de um mês ocorre sob a geleira Eyjafjallajokull, no sul do país, desde ontem. Entre 700 e 800 pessoas foram retiradas de suas casas na pouco povoada área localizada a 125 quilômetros a leste de Reykjavik, pois o gelo derretido pelo vulcão causou enchentes.

No mês passado, a primeira erupção vulcânica na geleira Eyjafjallajokull desde 1823 - e a primeira na Islândia desde 2004 - forçou a saída de 600 pessoas de suas casas na região, mas por pouco tempo. A erupção iniciada no mês passado terminou na terça-feira, após mais de três semanas de atividade vulcânica.

"O último vulcão não apresentou qualquer risco (...), mas esse entrou em erupção na principal cratera (da geleira Eyjafjallajokull) e é muito mais poderoso", contou Gudmundsson. "Está ocorrendo há mais de 24 horas e é uma erupção explosiva." As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
IslândiavulcãoerupçãovoosEuropa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.