EFE/MADE NAGI
EFE/MADE NAGI

Erupção do vulcão Agung obriga fechamento de três aeroportos na Indonésia

Fechamento afeta quase 450 voos e cerca de 75 mil passageiros; última grande erupção do Agung durou um ano e matou mais de mil pessoas

O Estado de S.Paulo

29 de junho de 2018 | 03h45

JACARTA -  As autoridades da Indonésia anunciaram, nesta sexta-feira, 29, o fechamento temporário de três aeroportos, nas ilhas de Java e Bali, após a erupção do vulcão Agung, que afeta quase 450 voos e cerca de 75 mil passageiros. As instalações dos aeroportos permanecerão fechadas até a tarde, quando as autoridades reavaliarão a situação.

Além disso, outros dois aeroportos, com voos domésticos, ambos no leste da ilha de Java, suspenderam suas funções. A Agência Nacional de Mitigação de Desastres estimou em pelo menos 446 voos cancelados, deles 207 internacionais, e 74.928 passageiros afetados, em um comunicado divulgado nas redes sociais.

A erupção enviou uma coluna de cinza de até 2.500 metros de altura, disse o porta-voz da agência, Sutopo Purwo Nugroho, embora o nível de alerta não tenha sido elevado, que permanece em situação moderada.

Desde o ano passado, o vulcão Agung, localizado no leste de Bali, entrou em erupção em várias ocasiões e com diferentes intensidades. Em novembro, a atividade do Agung obrigou o fechamento do aeroporto durante vários dias consecutivos atrapalhando as visitas à ilha de Bali e acarretando na evacuação de cerca de 30 mil pessoas que residem nos arredores do vulcão.

+ Mais três corpos são encontrados após naufrágio na Indonésia

Mais de cinco milhões de turistas estrangeiros visitaram Bali em 2017 por via aérea, segundo a operadora do aeroporto.

A última grande erupção do Agung ocorreu em 1963, durou um ano e matou mais de mil pessoas. /EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.