Erupção na Islândia levou a caos aéreo

Esta é a segunda vez nos últimos meses que o sistema aéreo europeu vive uma situação de caos por causa de fenômenos da natureza. Entre abril e maio, a cinza expelida pelo Vulcão Eyjafjallajökull, localizado na Islândia, deixou os aviões nos hangares por cerca de três semanas. As partículas vulcânicas, que podiam causar panes em turbinas de aeronaves, chegaram até o Mar Mediterrâneo e Europa Oriental, bloqueando praticamente todas as principais rotas aéreas da Europa. Estima-se que o poderoso Eyjafjallajökull tenha provocado o cancelamento de 100 mil voos e um prejuízo de pelo menos US$ 1,7 bilhão às companhias aéreas que operam na Europa.

, O Estado de S.Paulo

25 de dezembro de 2010 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.