Erupção vulcânica destrói 14 povoados no Congo

Um vulcão entrou em erupção no leste do Congo, lançando cinzas e três rios de lava em torno da cidade de Goma e destruindo 14 povodos próximos à fronteira com Ruanda. A erupção no monte Nyiragongo teve início antes do anoitecer desta quarta-feira, quando o céu se tingiu de vermelho e nuvens de cinzas caíram sobre a cidade. Duas das correntes de lava cessaram à noite, mas uma terceira continuava a fluir nesta quinta em direção ao aeroporto da cidade. As autoridades suspenderam os vôos como medida de precaução. Milhares de pessoas dos povoados próximos tiveram de abandonar suas casas, seguindo em direção a Goma, situada 20 quilômetros ao sul do vulcão. Centenas tentaram entrar na vizinha Ruanda, mas os guardas de fronteira as obrigaram a retornar. Além das casas, as lavas e cinzas vulcânicas destruíram as plantações, e uma voluntária da ONG francesa Médicos do Mundo contou ter visto centenas de homens, mulheres e crianças em fuga, deixando para trás suas casas e bananais em chamas, enquanto a lava corria a uma velocidade de 1,5 metro por minuto. O porta-voz da ONU Lindsey Davis disse que representantes das Nações Unidas reuniram-se nesta quinta-feira com os de outras agências internacionais de ajuda para discutir que medidas poderão ser adotadas para aliviar a situação dos refugiados.

Agencia Estado,

17 Janeiro 2002 | 21h47

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.