Erupção vulcânica no Congo desalojou 300 mil

A ONU e o governo de Ruanda convocaram neste domingo todos os desabrigados pela erupção de um vulcão no Congo a ir para acampamentos autorizados, a fim de receber comida, água e abrigo. Cerca de 300 mil pessoas foram desalojadas pelas torrentes de lava do Monte Nyiragongo, fugindo para a cidade de Gisenyi, em Ruanda. As pessoas estão passando fome, amontoadas nas calçadas, dormindo à beira do lago Kivu e bebendo de suas águas contaminadas, o que gera preocupação entre os funcionários da ONU com um possível surto de cólera. Laura Mello, porta-voz do Programa Mundial de Alimentos da ONU, disse que a agência distribuiu neste domingo 8,5 toneladas de pão enriquecido com nutrientes entre os refugiados.

Agencia Estado,

20 Janeiro 2002 | 09h11

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.