Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Escândalo pode derrubar presidente do BC argentino

Pedro Pou, o presidente do Banco Central Argentino, pode estar com seus dias contados: as investigações sobre a lavagem de dinheiro neste país estão indicando que Pou teria ignorado propositadamente envios ilícitos de dinheiro para o exterior.Segundo investigações conduzidas por deputados do Parlamento argentino em conjunto com o Senado norte-americano, o BC teria ocultado informação sobre a lavagem de dinheiro em uma operação triangulada entre o desaparecido Banco República da Argentina, o Federal Bank das Bahamas e o Citibank de Nova York. Nos últimos dias, a polícia procurou documentos que comprovassem esta conexão nas repartições do próprio BC e em diversas consultorias vinculadas ao órgão em Buenos Aires. No Senado dos EUA calcula-se que a lavagem de dinheiro dessa operação tenha chegado a US$ 9 bilhões entre 1992 e 1999. Este seria o caso de lavagem mais grave de toda a História argentina.

Agencia Estado,

13 de fevereiro de 2001 | 15h55

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.