Escândalo sexual derruba mais dois bispos na Irlanda

Outros dois bispos da Igreja Católica na Irlanda anunciaram hoje sua renúncia em consequência de uma investigação que mostrou décadas de acobertamento de abusos sexuais contra crianças em arquidioceses de Dublin. Os bispos Eamonn Walsh e Ray Field pediram desculpas às vítimas dos abusos ao anunciar que deixam o cargo durante as missas de Natal da arquidiocese, nas quais sacerdotes leram um comunicado de ambos.

AE-AP, Agencia Estado

25 de dezembro de 2009 | 12h33

Outros dois bispos renunciaram neste mês, após serem considerados culpados por negligência, depois que a investigação veio a público. Autorizada pelo governo, a investigação descobriu que os líderes da Igreja Católica em Dublin, que compreende um quarto dos 4 milhões de católicos da Irlanda, protegeram da Justiça durante décadas mais de 170 sacerdotes pederastas. Eles começaram a passar informações sobre esses casos à polícia somente a partir de 1995.

Tudo o que sabemos sobre:
Igrejaescândaloabusosbisposrenúncia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.