Escavação do WTC expõe elementos da Era Glacial

Fossa de 12 metros de profundidade é encontrada sob local devastado pelos ataques de 11/9

Agência Estado e Associated Press,

22 de setembro de 2008 | 17h09

Engenheiros que atuam na escavação do local onde antes situava-se o World Trade Center (WTC) para a construção de um novo arranha-céu descobriram elementos que ficaram encravados nas rochas durante a última Era Glacial, inclusive uma fossa de 12 metros de profundidade. As rochas sólidas encontradas sob o local devastado nos ataques de 11 de setembro de 2001 contra os Estados Unidos ficam num local essencial para a sustentação da futura torre 4 do novo World Trade Center."É preciso ter certeza de que não estamos construindo algo à beira de um precipício", disse Anthony Pontecorvo, engenheiro responsável pela supervisão da estrutura. Apesar de a remoção do solo ser uma necessidade da engenharia, a escavação do local dá aos cientistas uma rara oportunidade de observar um passado remoto e formações como uma fosse profunda de aproximadamente 20.000 anos atrás."Existem áreas de parques locais com pequenas fossas verticais expostas", disse Cheryl Moss, geóloga da consultoria em engenharia Mueser Rutledge, ao jornal The New York Times. "Mas não tenho conhecimento de nenhuma estrutura nessa escala na cidade."No entanto, a fossa e outros elementos observados nessa camada rochosa não ficarão à vista por muito tempo. Tudo será coberto ou explodido. "É legal de olhar, mas tudo terá que ficar para trás", disse Robert Reina, da consultoria em engenharia.  

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.