Escola britânica prepara pais e alunos para "ataque terrorista"

O governo da Grã-Bretanha anunciou que uma escola primária do condado de Kent, no sul da Inglaterra, será a primeira instituição educacional do país a treinar pais e alunos diante da possibilidade de um "ataque terrorista" em grande escala. Um porta-voz do governo informou, em Londres, que os professores da escola Simon Langton, na cidade de Canterbury, entregarão folhetos educativos aos alunos e seus pais sobre como se preparar diante de um eventual ataque com armas nucleares de destruição em massa. "Entre os temas que abordaremos estão como evitar uma contaminação com nuvens radioativas ou como evitar contágio por vírus letais através da água, além de trabalhar para não provocar pânico em caso de os sistemas de transporte e comunicação nacionais entrarem em colapso, devido a um ataque terrorista", explicou o diretor da escola, Anthony Stanton.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.